quarta-feira, 22 de abril de 2009

DIA DA TERRA

Terra
Caetano Veloso

Quando eu me encontrava preso
Na cela de uma cadeia
Foi que vi pela primeira vez
As tais fotografias
Em que apareces inteira
Porém lá não estavas nua
E sim coberta de nuvens...

Terra! Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?

(...)
Eu sou um leão de fogo
Sem ti me consumiria
A mim mesmo eternamente
E de nada valeria
Acontecer de eu ser gente
E gente é outra alegria
Diferente das estrelas...
(...)
De onde nem tempo, nem espaço
Que a força mãe dê coragem
Prá gente te dar carinho
Durante toda a viagem
Que realizas do nada
Através do qual carregas
O nome da tua carne...
Terra! Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?
Terra! Terra!
Não somos mais do que meras mitocôndrias. Agrupadas, geramos seis bilhões de indivíduos que hoje transitam pelo planeta. Metade passa fome. A outra metade joga comida fora, diariamente. Todos pensando em sobreviver. Mas, uns pensando em como ferrar com a Terra e dela faturar mais ainda, inclusive aqueles uns que se alojam em instituições criando o Dia da Terra, os Ministérios do Meio Ambiente, as Secretarias de meio-ambiente, as Ongs ambientais... Do macro ao micro fazendo de conta que são sensíveis a destruição, enquanto engordam suas contas bancárias.

Bandeira perdida essa se a forma como olharmos ao nosso redor não mudar.


É impressionante que, mesmo com todo o conhecimento adquirido e com todo esse arsenal tecnológico – a imagem acima foi recebida na minha casa no instante exato em que um satélite desliza no espaço - com toda a mídia alertando, não é possível que - do graúdo ao miúdo – predomine a insensatez no que se refere aos cuidados com o planeta. Se tem alguém destruindo é porque tem alguém lucrando.

Infelizmente, a Terra perde sempre e nunca lucra nada.

Ninguém é contra o progresso, mas vamos pensar em sustentabilidade ecológica incluindo a proteção ambiental: águas, ar e solo. Vamos olhar para nós e olhar para o vizinho. Para o bairro. Para a cidade em que vivemos.

Mas, por favor, vamos olhar e agir.

Um comentário:

JORGE LOEFFLER disse...

Por haver gostado, acabei postando no www.praiadexangrila.com.br
Grato Lady Laura.