segunda-feira, 11 de março de 2013

EMERGÊNCIA FICTÍCIA NA COLETA DO LIXO DE LAJEADO?


Até este final de semana, a coleta do lixo da cidade Lajeado vinha sendo operada regularmente pela empresa Urbanizadora Lenan Ltda, estabelecida no próprio município, e que venceu o direito de realizar esse serviço público por meio de licitação em 2008, conforme contrato assinado no ano seguinte e publicado no Diário Oficial.

Há 69 dias no comando da cidade de Lajeado, o prefeito Luis Fernando Schmidt (PT), decidiu na última quinta-feira (07-03-2013) não renovar o CONTRATO nº 031-01/2009, firmado com a empresa Urbanizadora Lenan Ltda. Isso a exatas 48 horas antes do final do prazo de vigência do termo aditivo (RENOVAÇÃO) que tem data marcada para encerrar nesse domingo (10-03-2013).

Além de não RENOVAR o CONTRATO, o prefeito Luís Fernando Schmidt (PT) declarou emergência na área do lixo, e contratou uma empresa até então “fantasma” como saberemos a seguir.

Detalhes aqui: 



* Esperamos tanto tempo para uma mudança de governo mais ética em Lajeado. Sem palavras.

DA  ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO:


Contrato emergencial garante 
prestação de serviços à comunidade

Os contratos de prestação de serviços nas áreas de recolhimento de lixo, coleta seletiva de lixo, serviços gerais como limpeza de praças, parques e jardins, poda de árvores, roçadas e varrição simples nas calçadas de passeio e demais locais públicos, por exemplo, que compreendem três contratos, encerraram dia 10 de março. 
“Dois contratos eram com a empresa Urbanizadora Lenan LTDA e um com Cootralto Cooperativa de Trabalho Alto Taquari LTDA. Realizamos um contrato emergencial pelo prazo de 180 dias, no máximo, conforme prevê a lei, sendo concomitantemente encaminhado novo processo licitatório, em que empresas interessadas poderão concorrer, conforme a lei 8.666/93”, explica Edson Kober, assessor jurídico da Prefeitura de Lajeado. 
Conforme Kober, isso vai garantir a continuidade dos serviços prestados à população.


MANIFESTAÇÃO NO FACEBOOK


João Pedro Arruda “Não sei muita coisa sobre essa denúncia, até porque ela é recente. Obviamente que isso precisa ser apurado, mas antes de julgarmos antecipadamente a nova gestão (não estou dizendo que é o caso) precisamos no mínimo avaliar a tese da denúncia, a qual contém algumas incoerências.
Segundo o site máfia do lixo "Qual o interesse que teria em Lajeado, no Rio Grande do Sul, a empresa HAZTEC, do Rio de Janeiro, controlada pelos bancos Bradesco e Santander, e um poderoso fundo de investimento? Aparentemente, nenhum".
Ainda segundo o referido site, a HAZTEC seria uma empresa "fantasma".

Ora, primeiramente a HAZTEC não tem nada de fantasma, tendo sido fundada em 1999 e se consagrado como uma das maiores empresas nesse ramo, havendo inúmeras matérias em revistas de negócio falando da empresa. Tanto isso corresponde à realidade que, um fundo do banco Bradesco ligado as boas práticas e gestão ambiental e outro do banco Santander investiram na empresa.

Observa-se que a denúncia fala que a empresa é "controlada" pelos bancos, sendo que na verdade eles não compõe a diretoria e a administração, sendo apenas 'sócios capitalistas'. Outrossim, as fotos tiradas e anexadas junto a reportagem, bem como o contexto e a velocidade em que ocorreu a denúncia, sinaliza para um certo denuncismo amador, de quem ainda não tem experiência em ser oposição, situação essa perfeitamente compreensível, haja vista que, após tantos anos de um mesmo partido se perpetuando no poder, muitos parceiros acabam se apegando 'emocionalmente' ao que foi seu por tanto tempo. Mas repito, a denúncia deve ser apurada, de forma objetiva, sem sensacionalismo desnecessário, até porque, quem diz que a HAZTEC é uma empresa "fantasma" e que é "controlada" por dois bancos que nem ao menos fazem parte da sua administração, carece de credibilidade.
Um dos sócios da empresa que prestava o serviço afirma que "a coleta de lixo no Brasil é controlada pela Máfia Italiana".  

Não que não possa haver ilegalidades nesse setor, mas a Máfia Italiana atua nesse setor especialmente nos EUA (onde os particulares podem contratar a empresa que acharem melhor) e na Itália, especialmente com lixo tóxico. Não sei se eles atuam aqui, mas se fosse verdade, não certamente não iriam na rádio falar isso, até porque os mafiosos costumam agir de outra maneira com a concorrência. O problema aqui me parece que a empresa queria ter sua renovação mais uma vez sem licitação, o que esta errado, embora contratualmente previsto.

Agora contratar emergencialmente uma empresa também não sei se foi a melhor opção ou se era o caso (se é que havia essa possibilidade) de prorrogar o contrato só pelo período de 180 dias para realização de nova licitação. De qualquer forma em 6 meses vamos ver quem oferece a melhor proposta...”

40 comentários:

Anônimo disse...

Empresa fantasma era essa tal de Lenan em 2008, isso sim era fantasma, contratada pela gestão anterior.

Anônimo disse...

Agor preteou o olho da gateada. Isso é lixo para PP nenhum botar defeito.

Anônimo disse...

Isso é só o início. Esse modus operandi dos petralhas já é bem conhecido, e essa promiscuidade entre público e privado está no DNA do pt governista. Afinal, de onde se rouba dinheiro público? Do salário dos servidores é que não é... E Schmidt, que não deve ser bobo, não vai cometer os mesmos erros de Celso Daniel, cuja viúva ganhou um ministério como prêmio...

Anônimo disse...

O primeiro anônimo não sabe o que diz... O maior cego é aquele que não quer enxergar.

Anônimo disse...

Só espero que os jornais locais deixem de lado seu peleguismo (o maiorzão pelo menos) e investiguem a fundo essa história.

Anônimo disse...


1) PT envolvido com lixo faz lembrar o falecido Celso Daniel.

2) espero que o caminhão de lixo passe na nossa casa. alguém lembra da última gestão do pmdb na cidade? não tinha coleta, não tinha iluminação, não tinha dinheiro...

-----

Anônimo disse...

Cadê a declaração do prefeito? Por que colocar uns pelegos para fazer operação "antes é que era pior" no Facebook não vai adiantar.

Anônimo disse...

"Oportunidade para todos" ué!
Especialmente pras empresas cumpanhêras, que bancam as campanhas!

Anônimo disse...

Escuto daqui as risadas do Mozart.

Vlad Martines disse...

Pergunto à todos os sábios anônimos, qual o ponto de ilegalidade no procedimento do atual Governo ?
.
Toda concorrência deve ser estimulada e a modernização do escopo dos serviços também precisa e deve ser revista.
.
Se não houver concorrência, como saberemos se o valor pago é justo ?
.
Devemos sair do "colonialismo", precisamos buscar alternativas mais eficientes e econômicas !
.
Quem venham de onde vierem, neste tipo de serviço os empregos continuarão sendo daqui e os impostos tbm (ISS).
.

Bing Coelho Ricochete disse...

Na prática, os funcionários da renan que faziam a coleta nas ruas faziam o que lhes competia e mais ! exemplo? instalaram uma lixeira ao lado de um prédio novo aqui da quadra. os incivilizados em geral começaram a largar tudo que é tipo de lixo ali, tanto na lixeira, quanto ao lado. Diversas vezes vi quando os caras da coleta paravam ali e com as mãos catavam o restolho do sobrolho. Até onde eu sei, seu compromisso seria somente com o lixo ensacado, devidamente ! Se essa palhaçada aí for verdade, de empresa de fora, com gente de fora, quero mesmo é que esse Schmidt dure tanto quanto o Chavez - em seu 4º mandato!

Anônimo disse...

o site mafia do lixo já derrubou muito prefeito,inclusive uma licitação bilionária em SP.... convém no minimo investigar

Anônimo disse...

Como sempre ocorreu na gestão progressista, as cartas marcadas sempre venceram as licitações, exemplo são as creches municipais de Lajeado, instaladas em casas que foram adquiridas de proprietários ou que eram filiados ao PP, ou tinham vínculos familiares dentro da prefeitura.
O que falar do transporte público de Lajeado, alguma vez ocorreu concorrência pública?
O que falar de muitos dos pontos de táxi da cidade?
E a empresa vencedora do recolhimento do lixo?
Convenhamos.

Anônimo disse...

O lixo era recolhido 6 dias ( 50 TON DIA) por semana a 240.000,00 por mes e têm aprovação 8 pela Comunidade.
Como pode uma empresa ser contratada sem licitação para fazer o mesmo serviço a 530.000,00 por mes ???
Que se faça nova licitação em 6 meses e se for o mesmo serviço mais barato OK ou Têm COISINHA AÍ .

Anônimo disse...

Sr. Vlad Martines,

A Lenan cobra 150 mil reais para recolher o lixo.

Se o ato do prefeito é legítimo, então que se divulgue o valor que será pago a essa empresa de PoA.


O engraçado é o fato do procurador do município não saber o valor... Está cheirando mal isso.



Anônimo disse...

... Tao bonito escutar propaganda e a imprensa nunca falou nada....

elacy maria disse...

Eu não sei como era o recolhimento de lixo em toda a cidade de Lajeado, mas aqui na minha rua era exemplar, recolhiam o lixo orgânico todas as noites, mais ou menos sempre no mesmo horário, e a coleta seletiva era feita todas as sextas-feiras, logo após o meio dia. Acho que com um novo partido no poder, tudo que estava sendo mal feito deveria mudar para melhor, não é para isso que existe eleição? Eleições não são para que o povo possa escolher o que no momento acha que é o melhor para a cidade e os cidadãos? Mas também acho que o que estava funcionando bem não deveria ser mexido não importando qual o partido que governa. Um abraço Laura, elacy
P.S. Agora a lixeira aqui perto de casa está cheia de lixo.

Anônimo disse...

Uma pergunta simples e direta, que por si só nos da a resposta.
Ontem (segunda feira) saiu o edital para contratação emergencial de empresa, certo? Como a empresa já estava em Lajeado no domingo, ou que seja na segunda de manhã cedo?

Anônimo disse...

O recolhimento era certo o povo que é porco.

Anônimo disse...

Não tem santo nessa história. Todo mundo sabe quem são os verdadeiros donos da Lenan. E o atual governo, na ânsia de tirar os intermináveis PPs de dentro da prefeitura, acabou trocando os pés pelas mãos.

Airton Verruck disse...

Não sei se em 4 anos o PT vai conseguir demitir todos os CCs que o PP contratou via empresas terceirizadas. Ta impregnado na estrutura da prefeitura! É gente que não acaba mais!

Anônimo disse...

Mas o principal, a prefa não divulga:


Qual o valor do contrato ??????

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

R$ 4.136.016,93 foram pagos pelo Município de Lajeado para a LENAN no ano de 2012. Dado exato e público, no site do TCERS, confiram.

Anônimo disse...

Agora fiquei curioso com um comentário acima... quem são os verdadeiros donos da Lenan??

Anônimo disse...

pagavam 2 X para o mesmo serviço. vão provar tudo e a merda vai toda para o ventilador. quero ver se limparem.

tania mara disse...

Como cidadã Lajeadense , estou achando que as coisas não deveriam ser assim, a população estava contente com o trabalho de recolhimento do lixo , era tão bom que ninguém reclamava , e agora tá essa bagunça toda na cidade, só acho que a gente deve dar valor para quem faz um bom trabalho, não importa qual o partido que esta representa e sim se o que faz funciona .

Anônimo disse...

Vergonha.

Anônimo disse...

Eles recberam isso, inclusive na reforma de calçamentos e capina mecanizada..............
A questão de donos..oque isso importa? Porque agora querem colocar os seus cupinchas é por isso?

Anônimo disse...

Estamos ferrados mesmo...

A nova empresa vai receber 150 mil reais a mais por mês para realizar a coleta.

Segundo o assessor jurídico do município, essa diferença deve-se ao fato que um serviço "de melhor qualidade" será prestado. Pelo jeito, não precisaremos mais varrer nossas casas. A WK Borges fará isso.


E o pior de tudo : a esposa do promotor Fiorioli é CC ( a advogada Fernanda Goerck, procuradora do município ) do prefeito LF Schmidt. Tá tudo em casa.

Estamos ferrados e sem pai nem mãe.

Anônimo disse...

Meus queridos, não sejam ingênuos, pesquisem e descubrirão quem são os verdadeiros proprietários da Lenan.
Os novos valores deverão estar na imprensa, edição de quarta-feira.
Estive na sessão da câmara municipal, pelo o que foi apresentado, acredito que esta nova empresa irá prestar um serviço de melhor qualidade.
Aguardemos.

João Pedro Arruda disse...

Dizem que errar é humano, mas que assumir o erro é uma virtude. Então, aqui vou eu tentar ser um homem mais virtuoso e me redimir. A denúncia com relação ao recolhimento de lixo em Lajeado veio tão rápida que coloquei em xeque a sua veracidade. Outrossim, alguns argumentos utilizados nessa acusação, me pareceram estar deslocados da questão primordial, sendo lançados de forma leviana. Por exemplo, a afirmação de que “havia parecer favorável para a renovação do contrato” era irrelevante. Tratava-se, se bem entendi, de um parecer jurídico referente à legalidade da renovação, sem relação com as vantagens econômicas em efetuar a renovação. Logo, o parecer dava carta branca para renovar, mais não aconselhava com base na questão financeira. Na mesma senda, as alegações de que o setor do lixo seria controlado pela Máfia Italiana me pareceram (e me parecem ainda) fantasiosas. Ora, é óbvio que há muita irregularidade nesse setor, mas não há como alguém que não seja do ramo apontar e dizer que os envolvidos tem ligação com a Máfia Italiana, com a Organizatsiya russa, ou com outro grupo criminoso. De igual modo, dizer que a Máfia atua nas prefeituras controladas pelo PT não faz sentido, até porque mafioso não escolhe partido político (salvo o Berlusconi e o Vladimir Putin). Em síntese, me parece que faltou um pouco de habilidade na hora de estruturar a denúncia e em abordar os pontos que mereciam destaque. Também me parece que faltou habilidade ao conduzir a situação, não sei se a ideia de continuar prestando o serviço foi a escolha mais adequada. Melhor sorte também não teve a empresa em sua liminar, na qual saiu despacho hoje no seguinte sentido: “Vistos. Na esteira da decisão da fl. 163 e a fim de fixar a competência, determino a intimação da autora para que emende a inicial, atribuindo à causa o valor do contrato, bem como para que efetue o recolhimento das respectivas custas processuais. Após, conclua-se para apreciação. Diligências legais.”. Por fim, esperava tanto amadorismo da nova gestão, ao revés, esperava um mínimo de competência, mesmo que fosse apenas na hora de quebrar ou “testar a elasticidade” das leis. Faço essas considerações não como forma de justificar meu mau julgamento, opinei e estava equivocado, faz parte. Ocorre que, a denúncia poderia de plano fulminar o caso se fosse mais objetiva, evitando inclusive qualquer tipo de manobra argumentativa por parte da Prefeitura. Todavia, o fato é que se trata de uma questão alheia ao direito administrativo, limitando-se a esfera da lógica e ao bom-senso. Ora, se a Prefeitura “quer melhorar o serviço” não vai fazê-lo em 120 dias, logo, poderia prorrogar o contrato por igual período e já providenciar a licitação. Porém, não há justificava plausível para romper o contrato, seja pelos R$ 248 mil mensais, ou pelos R$ 375 mil da renovação, por outro em caráter emergencial de mais de R$ 529 mil mensais! Por deus, dizer que esse contrato emergencial “no comparativo tem muito mais serviço de abrangência” ofende a inteligência. Se fosse assim, poderia ser feita a renovação por 120 dias e contratar emergencialmente somente os serviços não abrangidos. Como disse, não é uma questão jurídica, mas uma questão lógica. Em conclusão, estava errado e me desculpo. E posso estar me precipitando e cometendo outra injustiça, mas não creio que seja o caso. Se números bem torturados confessam qualquer coisa, posso garantir que estes que foram citados não sofreram qualquer tipo de pressão. Ao que tudo indica, nem o Tarso Genro, nos tempos em que era Ministro das Relações Institucionais (quando estourou o caso do mensalão), com toda a sua lábia e eloquência, seria capaz de auxiliar seus colegas aqui na árdua tarefa de defender o indefensável.

Anônimo disse...

Onde está o Presidente da Cãmara que sempre lutou por licitação.
E agora emergencial ???
Tá pegando geral ...
Ética ,lizura e trnsparência , divulguem o valor do novo CONTRATO , O ROMBo SERÁ DE 4.000.000 SÓ NO PRIMEIRO ANO ..está empresa é a mesma que consumiu com Celso Daniel , dá até medo escrever vai que ...

Anônimo disse...

isso está cheirando muito mal. no mais, ao contratar uma empresa de fora, para onde vão os impostos?

Anônimo disse...

Xiii, fedeu...

Anônimo disse...

Será que é tão difícil de compreender a real situação?
Vocês acreditam que o proprietário da Lenan é esta pessoa que está na mídia?
Ele é apenas um laranja dessa história, se havia falcatrua era na gestão passada.
Investiguem para descobrirem que são os verdadeiros proprietários da empresa que recolhia o lixo de Lajeado.
Outra situação. Leiam a matéria do Informativo de hoje (quarta-feira) e comparem os serviços prestados e custos.
Por favor, não tentem desvirtuar os fatos, a verdade precisa ser respeitada e não desvirtuada como muitos estão buscando.

Anônimo disse...

tirando os comentarios partidarios do pp e pt , o restante parece que tudo tem um fundo de verdade.

Anônimo disse...

Mexeram num serviço bom, que funcionava, para contratar empresa "parceira" de campanha, e ainda bem mais cara, esses são os fatos. Aí vem um cc (um dos maiores males do país) mandando investigar a gestão passada, dizendo para não desvirtuar os fatos...são uns fanfarrões!

Anônimo disse...

Aquele valor comentado anteriormente, pelo que vi engloba, calçamento, capina mecanica, repavimentaçao...nao somente o lixo

Anônimo disse...

O mais estranho é o fato de que o vereador mais respeitado dos petralhas não se manifestou sobre o episódio.
e, em campanha, ele reiterava que não permetiria deslizes do atual prefeito, que seria sempre o mesmo legislador, que não abandonaria seus ideais, piriri, pororó. estranho.
há um cheiro de podre no ar.