sábado, 20 de outubro de 2012

LULU E FÉ NA HUMANIDADE




Lulu, um poodle cruzado com maltês, foi diagnosticado com cinomose, doença que compromete a coordenação do animal e pode até provocar a sua morte. Desde então, ele ficou com as patas traseiras paralisadas.

Ingo Grün, aposentado, engajado na causa do bem-estar dos animais, pesquisou na internet uma forma de ajudar o cachorrinho:

 “Fiz o primeiro esboço tirando as medidas do Lulu e depois fui fazendo algumas adaptações, até que ela ficou boa para o uso. Há pouco mais de dois meses ele já usa a cadeirinha.”

Lulu feliz com sua dona, Maria Iloni Gasparotto.

2 comentários:

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Meus cumprimentos ao Sr. Grün que demonstra quando se quer muito se pode fazer e com mínima despesa. Solidariedade é algo raro hoje em dia, infelizmente. O egoísmo toma conta de todos e de tudo.

Róger D'Oliveira disse...

Que texto bem racista.

Segregar os animais por raça, é coisa de racista.

E outra coisa: "bem estar" dos animais?! Eles precisam de liberdade.

Esta gente ignorante que se acha a tal publicando linhas fúteis em um jornal de quinta, me dão dó.