sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

VANDALISMO VERDE NO MADRE BARBARA

ANTES
O blog entrou em contato com a escola, mas a diretora Maria Helena está de férias. Mandou dizer que tem autorização da Secretaria de Meio Ambiente (mas é claro!) e que por uma árvore exótica deve plantar outras 15 em local ainda ignorado.

DEPOIS
A Escola Madre Bárbara precisa rever urgentemente seus conceitos.

No site da escola http://www.madrebarbara.com.br/, no enunciado organizacional  e ideológico, a concepção de Visão é descumprida:

“Visão: Ser Instituição de referência na defesa e promoção da vida.”

Bárbara Maix deve estar se revirando nas catacumbas...

@ “ ....como ex-aluna do Madre Bárbara estou revoltada  com o que elas fizeram cortando as arvores do colégio. Já é muito concreto e agora ficou  pior ainda. Decepção e asco com o meu colégio.” Autoria  preservada
@ “... quase tive um treco quando entrei na rua ontem. tá pelada!
a árvore (acho que flamboyant) que ficava dentro do pátio do Madre Bárbara foi tosada, arrancada.. sei lá. e todas as palmeirinhas ali da frente tb. tá horrível. daqui uns dias vão acabar com todos os ipês. quase chorei.

foi uma cena terrível.
daqui uns dias se vão as nogueiras...

hj pela manhã, passei a pé na frente, e dentro do pátio, havia uma camionete da prefeitura. e dois caras de uniforme da unimed. muito estranho... enfim.. se passar por lá... senta e chora.”
Autoria  preservada
REPERCUSSÕES NO FEICIBUKI

“não são só as escolas!!! as árvores nesta cidade são cortadas sem dó nem piedade.”

“E há quem reclame do excesso de calor...”

“Estudei no Madre Bárbara e fiquei chocada!!!! Aliás, chocada com as notícias que recebo de Lajeado em relação ao meio ambiente...”

“... desmatam indiscriminadamente, o que é beira do rio,a chamada ciclovia!!?? Qualquer dia aquilo desmorona ( não sei se fizeram algo desde dezembro pois depois não passei mais por lá)  é o progresso...”

“é assim sempre....são campanhas e mais campanhas sobre preservação, mas cadê a prática justo de órgãos chamados de educadores??? Mesmo me pergunto: E a Univates??? O que jah derrubou de área nativa....como eles conseguem tão rápido a liberação???  e onde eles estão recompensando este tanto, pois eu tive q derrubar 1 só jerivá q ameaçava cair sobre uma residência ao lado da residência da minha sogra nos verdes vales e tive a maior burocracia pra tal. Só pra este exemplar transplantei 15 outras espécies determinado pela prefa em área determinada por eles tbém e com registro de fotos e vídeo e ainda acompanhamento de 1 ano do desenvolvimento das mesmas. E qdo estava completando 1 ano a prefa entrou em contato e tivemos q levá-los no local pra q atestassem td....Aí me pergunto:: Tudo certo com os demais????....Depois me perguntam pq desisti da biologia quase no final...pq só se aprende teoria pessoal...prática mesmo...”

“Que triste...É de chorar...”

30 comentários:

Tine disse...

essa cidade está ficando cinza, suja, superlotada de carros e casarões...derrubam árvores em nome do desenvolvimento...logo, logo Lajeado entra em colapso. acho pouco inteligente este comportamento, já que os próprios habitantes é que pagarão o preço dos "benefícios" do desenvolvimento.

Ismael Caneppele disse...

mandaram a verdadeira Maria Helena pra áfrica e agora tão mostrando o que a nova maria helena veio pra fazer.

Ismael Caneppele disse...

eu liguei e falei com a maria helena. ela está na escola, trabalhando. a resposta quando pressionada sobre o motivo? telefone desligado na cara. é assim que se trata um ex-aluno que simplesmente pergunta o motivo que levou a escola a também acabar com o pouco do verde que ainda tivemos.

Henrique (ex-aluno) disse...

Concorrência pessoal.

O CEAT também ceifou árvores para receber mais alunos e, agora, o Madre Bárbara não quer ficar para trás.

CEAT x Madre Bárbara, Coca x Pepsi, Mc Donalds x Big Burger ...

Mundo cão, capitalista. Viva o dinheiro !!!

Monica disse...

Então pensei, como pessoa boa de coração: Será que a dita estava rachando o muro, ou vão contruir salas pra alugar, ou um novo ginásio? Se tem um motivo, podiam falar. Mesmo assim sou contra. Pra que cortar se pode-se contornar?
Help!!!!

Anônimo disse...

$$$$$$....

Anônimo disse...

Acho importante que a cidade cresça e que as escolas ampliem seu espaço para receber mais alunos, mas sinceramente acho inaceitável a postura o CEAT e Madre Bárbara.
Escolas formam cidadãos, que exemplo esta escola está dando para seus alunos, que tipo de cidadãos querem formar?

O desenvolvimento deve caminhar ao lado da sustentabilidade, o CSGA está aumentando seu espaço e não removeu nenhuma árvore de seu espaço.

Anônimo disse...

Acredito que antes criticar devemos olhar para nós mesmas e pensar o que fizemos para fazer a diferença...Pois as regras são iguais para todos...afinal o mundo não conspira contra um só... devemos primeiro interagir com o assunto para depois falar o que não se sabe....

Anônimo disse...

"Acredito que antes criticar devemos olhar para nós mesmas e pensar o que fizemos para fazer a diferença..."
- criticar o que nos desagrada é uma forma de fazer a diferença, de provocar o pensamento sobre o ato praticado.

"Pois as regras são iguais para todos..."
- sendo as regras iguais para todos, o que nos impede o exercício da crítica?

"afinal o mundo não conspira contra um só..."
- existe uma escola que depreda o patrimônio ambiental. nesse caso o mundo (madre bárbara, no caso) conspira contra toda a nossa sociedade que se pegará órfã de mais uma área verde.

"devemos primeiro interagir com o assunto para depois falar o que não se sabe...."
- quando a blogueira telefona para a escola e é informada de que a diretora maria helena está em férias para, em seguida, Ismael Caneppelle, como escreve aqui, ter entrado em contato com a mesma e falado com a diretora em pleno exercício da profissão, isso só comprova que a interação não ocorreu por desinteresse da própria escola.

Anônimo disse...

Esses são os valores $$$ e a filosofia do Madre Bárbara, há muito tempo a hipocrisia e a falsidade ponderam na direção dessa escola secular, o capitalismo já era evidente em inúmeras ações da escola, mas finalmente uma que ficou evidente para toda a sociedade.Quero só ver como a diretora irá contornar a situação e preservar a "imagem da escola", a qual ela tanto protege inibindo ações estudantis

Anônimo disse...

e a propósito, parabéns pela coragem, já passou na hora de deixarmos o politicamente correto de lado para o bem maior!

Laura Peixoto disse...

Quando registrei as fotos ontem, um rapaz da prefeitura disse que os muros seriam tb derrubados. E será construído um recuo similar ao do CEAT, para que os pais possam deixar os filhos na porta da escola, sem atrapalhar o trânsito.
Não acreditei.
Agora veio a confirmação.
Custava a direção dar essa nota?
Será que as escolas são tão prepotentes que não conseguem dar uma informação em plena era de blogs, twitter, celulares fotográficos?

Continuo pensando que as arvores jamais deveriam ser derrubadas. Fico pensando se o Bom Conselho ou o Pastor Dohms em Porto Alegre cortassem as arvores em frente aos predios para realizar recuos ...

Q decisão infeliz do Madre Barbara e com certeza do Conselho de Pais que aprovou esse projeto.

Anônimo disse...

Tudo pelo trânsito. Tudo pelos carros. Tudo para conservar a população SEMPRE mais longe das ruas. Os pedestres em breve serão extintos das ruas dessa cidade. lastimável derrubar árvores para dar espaço aos carros. ainda se fosse para construir salas de aula.

Anônimo disse...

A propósito... Vcs sabem que o Finkler* também trabalha no Madre Bárbara e isso, só pode ter o dedo dele.

Tudo pelos carros.

*O Finkler dá aulas de futebol na escola, abre e fecha os portões da escola, apita partidas de futebol amador, é aposentado da brigada e ainda sobra um tempinho para coordenar o trânsito dessa pujante cidade.

Anônimo disse...

Já ía esquecendo....

Ele também coordena a Defesa Civil de Lajeado.

Isso sim é ser flex. Meu carro tá com inveja.

Anônimo disse...

E se em cada escola com problemas de trânsito o problema seria resolvido em abrir espaços, consequentemente, afetando árvores?

Anônimo disse...

Lembrando que o tema da Mostra pedagógica 2011, momento em que a escola se abre pra comunidade, foi "Sutentabilidade".Eu teria vergonha de ser tão hipócrita!

Bárbaro!!! disse...

Sim, tudo pelos carros... Dor! Repulsa! Desilusao! Os flamboyants eram arvores vistosas, alegres e sabemos que levaram muito tempo p ficar do jeito que estavam. Faziam parte da paisagem e da memória de todos, principalmente de nós ex-alunos! Qtas conversas embaixo deles, quantos segredos, quantas aulas ao ar livre no inverno p curtir o sol!!! Agora teremos asfalto e transito no lugar deles. Tudo pelos carros! Novamente na contramão do mundo, quando países desenvolvidos incentivam ciclovia e transporte publico. O transito era problema? Sim, mas por que não tentar um transporte p todos os alunos, no estilo americano, com ônibus coloridos, transportando os alunos bairro-centro-bairro, carona solidaria, horários alternativos. E o pátio interno que já era mínimo? "como uma escola pode deseducar assim?"O q dirão os pais q tem filhos lá? Desilusão, vergonha!

Anônimo disse...

Minha filha também é ex aluna. Penso que as escolas pariculares, no caso EMB, estão deixando bem longe o fator "Ser Humano". É uma pena.

Telma Scherer disse...

Por aí já se vê o tipo de formação que essas escolas 'cristãs' proporcionam ao futuro da coletividade.

Lia disse...

Minha nossa!!!...Não sabia ainda deste absurdo....que maldade...não sei o que vai virar esta cidade...que mentes!!!!

Anônimo disse...

Também estudei e trabalhei no Madre Bárbara e posso dizer que a mais de 15 anos que o colégio virou um antro de cobras. De cristão o colégio não tem nada. EU VI irmãs esnobando crianças e pais menos favorecidos e lambendo crianças e pais favorecidos. Essa é a REAL situação do MB hoje, é uma vergonha, uma decepção!

Anônimo disse...

Eu gosto muito da natureza, mas não entendo pra que tanto drama.A escola vai plantar arvores em outro local.Deviam defender o nosso rio Taquari( que tem suas margens desmatadas e suas aguas contaninadas com lixo e esgoto),lutar contra depositos de lixo irregulares...Quantas arvores vcs ja plantaram na vida? Criticam o progresso mas não vivem sem automovel, energia eletrica, computador...Quando estao em seus carros vcs pensam nos animais marinhos mortos por causa de vazamento de petroleo? Vcs ja pensaram nas enormes areas de mata que sao derrubadas ou submersas para constução das hidreeletricas? Vc que gosta de joias ja pensou nos rios da Amazonia contaminados com mercurio dos garimpos? Enfim é facil criticar.

Anônimo disse...

Ao inves de criticar plante uma arvore em sua casa ou convide seus amigos e plante arvores em parques ,na beira do rio...Distribua mudas nas escolas e incentive as crianças a plantar e cuidar das arvores... So criticar não ajuda em nada.
Infelizmente as vezes medidas como essa sao necessarias.Acredito que a escola vai construir esse recuo para dar mais segurança aos seus alunos.

Anônimo disse...

Vao parar de criticar, cada um faz o que quer

Ismael Caneppele disse...

Estamos aqui discutindo questões pertinentes à nossa sociedade, questões relativas à manutenção de valores e de tradições. não se trata de nos cobrar uma postura ativa na sociedade no sentido de fazermos o que o poder público deveria estar fazendo (preservação do rio, petróleo, plantio de árvores). O debate em questão trata da tradição, da manutenção de áreas verdes e, principalmente, da questão da educação: uma escola que desmata é uma escola que educa? são pertinentes os dois comentários anônimos acima, mas em nada acrescentam ao debate do presente fato.

MagicFriends disse...

Eu sou uma aluna do Madre Bárbara, e quando passei por lá achei que algo estava errado! percebi logo depois que haviam tido cortado as árvores, e então pensei'' o que havia na nossa escola de tão bonito, agora não tem mais! '' a diretora Maria Helena não fez a coisa certa! ela destroiu a beleza que nossa escola tinha!! pra mim, foram tantas e tantas construções, que se cada construção fosse um passo, eu poderia ir até o japão, e o que eu penso realmente, é que não importa se a escola tem um pátio estiloso, ou um bar enorme, ou mil alunos, importa realmente se voce aprende de verdade! e que o que voce aprendeu lá , irá levar para a sua vida toda!!Eu amo estudar!!!estudar é uma paravra que esta dentro do meu coração!!! precisamas da energia das arvores!!!
De: Ana Flavia Bervian .
Série: quinta série

Anônimo disse...

Ismael Caneppele respeito a sua opiniao mas preservar a natureza é obrigaçao de todos e nao so do poder publico.Não acho legal derrubar arvores so acho muito exegerado esse debate.Não me recordo de nenhum protesto quando a Univates desmatou a mata nativa para aumentar o seu campus ou as arvores derrubadas para a duplicaçao da Br386.Todos devemos ajudar a preservar o meio ambiente( so palavras não ajudam em nada).

Ana Claudia Bervian disse...

Não posso acreditar que por meros quinze minutos que cada pai tenha que esperar para pegar seu filho no colégio (se é que vai ter o recuo para carros mesmo), a escola abra mão de oferecer a sombra, beleza e humanização geradas pela existência das árvores que foram retiradas. Doeu muito...e olha que nem estudei no Madre Bárbara. Sinto pelos nossos filhos que´agora quase só tem concreto e tijolo por entre os quais brincar.
Além disso, mesmo com a existência do conselho de pais e administração, deveria ser feito um comunicado prévio sobre a retirada das árvores.Assim teríamos tempo de pensar e optar sobre o que achamos mais importante no dia a dia dos nossos filhos, se é um recuo para carros ou as árvores do pátio. 1000 vezes as árvores!!!! E me considero uma aliada do progresso...Pisada feio de bola

Anônimo disse...

Tudo na camufla das férias!! Que traição!