sábado, 7 de fevereiro de 2009

POP COLEGUINHAS

Opinião de Lula sobre alguns jornalistas brasileiros:

Paulo Henrique Amorim, apresentador do Domingo Espetacular, da Rede Record e blogueiro:
“Sempre tive admiração pelo Paulo Henrique Amorim, desde o tempo em que ele era analista da Globo. Acho que, quando foi trabalhar na Bandeirantes, enveredou por um caminho errado, assessorado por um jornalista que não trabalha mais com ele, que cometeu erros crônicos. Mesmo quando ele critica, você percebe que tem fundamento.”

Merval Pereira, colunista de O Globo e da GloboNews:
“Acho o Merval, às vezes, um jornalista com um pensamento só: o pensamento contra o governo.”


Ali Kamel, editor-executivo da Central Globo de Jornalismo e colunista de O Globo:
“O Ali já fez artigos me defendendo do preconceito. Mas tenho profundo ressentimento da cobertura da Globo na campanha de 2006. Não expresso esse ressentimento no meu comportamento, nas minhas atitudes, na minha relação com a imprensa e muito menos com a Globo. É uma coisa que está comigo.”




Elio Gaspari, colunista da Folha de São Paulo e O Globo: “Tenho um profundo respeito pelo Elio Gaspari. É um dos grandes jornalistas brasileiros, independente de eu concordar ou não com ele.”



Diogo Mainardi, colunista de Veja e do programa Manhattan Connection, da GNT:
“Confesso que não leio.”




Luis Nassif, blogueiro:
“Gosto muito do Nassif, é um dos grandes analistas econômicos do país.”





Janio de Freitas, colunista da Folha de São Paulo:
“Sou um admirador do Janio de Freitas mesmo quando ele fala mal do governo.”



Fonte: Revista Piauí


Um comentário:

JORGE LOEFFLER disse...

Lady Laura, gostei do que disse o Presidente sobre os jornalistas em questão. Expressou-se de forma brilhante em minha maneira de ver.
Já quanto ao senhor Mainardi, este me parece uma garoto bem mandado, pois não faz outra coisa que não atacar a figura do Presidente o tempo todo. Chega ser irritante. De uma coisa esse jornalista não pode se queixar, que de que há censura no país, pois faz alguns dias vi a capa de um livro, sé é que se pode assim definir o que ele publicou cujo título é: LULA MINHA ANTA. Com certeza ao escrever tal "obra" deve o tempo todo ter-se postado à frente do espelho. Ninguém é obrigado a gostar da pessoa do Presidente, mas o respeito à instituição deve ser observado sempre, pelo menos em respeito à cidadania;
Confesso que não leria essa coisa nem mesmo se fosse pago para tal.