segunda-feira, 21 de março de 2011

PONTE DE FERRO: A PALHAÇADA


Deu na pagina do Tulio Milmann, na Zero Hora de hoje e ta no http://wp.clicrbs.com.br/lajeado

A reforma horrorosa da histórica Ponte de Ferro entre Lajeado e Arroio do Meio, que levou mais de um mês para ficar pronta e levou 30 mil dos cofres públicos já  foi detonada:
“Na manhã deste sábado, uma peça de ferro que compõe o limitador de altura e de largura no lado de Arroio do Meio (uma espécie de goleira construída em volta da entrada da ponte) estava arrebentada. Também havia pedaços de plástico, provavelmente de um para-choque no local.
O motorista e o veículo não foram identificados. A Brigada Militar de Arroio do Meio não registrou o incidente.”

Pena que não arrebentaram com tudo.

14 comentários:

Roberto Ruschel disse...

Passo constantemente por um desvio que evita o Pedágio de Portão. Neste desvio, foi construido pela Concessionária do Pedágio, um aparato físico que se chama: CLASSIFICADOR DE VEÍCULOS e não tem mais de 60 cm de altura. Evita a passagem de veículos de grande porte, exatamente o que precisa nesta ponte. Imagino até que pelo nome e placas indicativas, que este aparato é regulamentado pelo DENATRAN ou DAER. Semana que vem vou tirar uma foto deste local para a Laura postar.

Maica disse...

Pois é, acredito que caso não tivesse sido tomada nenhuma providência, em pouco tempo não haveria mais ponte histórica! Um caminhão carregando uma retroescavadeira hidráulica passou sobre a ponte danificando a estrutura...como os motoristas são irresponsáveis, é necessário que o Poder Público tome uma providência. Tomando uma providência vêm as críticas....não tomando tbm viriam....complicado!!!

serjao disse...

Tudo uma questao de tempo,my frendi.

MANEZINHO disse...

É Maica, complicado mesmo! Não tenho a menor dúvida que inclusive tu já foi tirar uma foto tua bem embaixo dessa lideza arquietônica que colocaram na frente da ponte. E aposto mais...ih, bem mais !

Anônimo disse...

são duas goleiras.
daria até pra fazer um jogo de inauguração entre a prefeitura de lajeado e a de arroio do meio.
quem chuta, busca.

Anônimo disse...

ERA SÓ CRAVAR DOIS PEDAÇOS DE TRILHO DE TREM COM UMA BATE ESTACA E DEFINIR A LARGURA PARA ACESSO !! PRONTO!! EITA BURRICE!!!

rafael dalmoro disse...

laura,

antes de mais nada, a ponte é uma ligação que facilita o trânsito entre arroio do meio e lajeado e dá uma alternativa a estrada principal, que além de movimentada, é bastante perigosa.

a forma de impedir o trânsito de veículos grandes e pesados 'enfeiou' a ponte? sim, concordo. mas tu já te colocou no lugar das pessoas que usam essa via todos os dias e dos transtornos que eram causados pela interdição?

e eu, como alguém que trafega por lá frequentemente - e não a passeio - achei ótima a solução, mesmo que tenha perdido um pouco do 'charme & glamour' que as pessoas tanto gostam.

Anônimo disse...

lajeado, a terra dos reclamões.

Antônimo disse...

ou seria, lajeado terra dos trouxas

Lucas Fontoura disse...

Lajeado, a terra que só o filho da substituta do gerson teixeira consegue defender e assinar embaixo.

Ralf Kirchheim disse...

Oi Laura
Primeiramente, penso que deveriam aparecer os nomes dos que se manifestam para fins de dar suporte e grandeza às manifestações, bem como ao blog, eis que como foi dito, a crítica pela crítica é fácil, desfazer também o é, mas caberia saber exatamente o que levou as autoridades a tal atitude do lado de Arroio do Meio. A sugestão dos trilhos de trem é conveniente.
Sucesso.

Muriel disse...

Também uso muito a ponte caro Rafael Dalmoro e a mais de um ano fiz denuncia de caminhões passando por esta ponte, inclusive da prefeitura de arroio do meio.E nada fizeram, a não ser empurrar com a barriga , como sempre.
Mas fazer o que fizeram nao era necessário, estragaram a ponte!
A preservação de construções históricas é algo muito prezado em países desenvolvidos - e deveria ser aqui também.
Ademais, poderia ter achado uma solução menos agressiva. Quem sabe a instalação de uma única barra de ferro em determinada altura da ponte, para impedir a passagem de veículos maiores, e da cor da ponte,mais discreta, sinalizada com placas e não essas goleiras de futsal pintadas de amarelo amarelo de tinta de cordão de calçada.
Concordo que a ponte é uma ligação que facilita o trânsito entre arroio do meio e lajeado e dá uma alternativa a estrada principal, muito mais rapida. Mas isso pode ser feito com beleza, e para isso existem profissionais da área.

rafael dalmoro disse...

Muriel, concordo contigo. A solução que as prefeituras encontraram pra resolver o problema foi, no mínimo, preguiçosa. Talvez eu tenha sido um pouco insensível com a questão, em só ver o lado prático e funcional da coisa.

Anônimo disse, disse...

Ficou a cara do Mozart.