segunda-feira, 5 de novembro de 2012

ESTACIONAMENTO X FELICITTA


O pão de milho da Cantina Felicitta é quase que imbatível.
Vem cliente de tudo que é lado atrás do pão de milho da Felicitta.
Mas você não consegue estacionar na Felicitta, que existe naquela esquina há 20 anos. Essa prefeitura que está saindo conseguiu quase que matar o comercio na quadra da Felicitta. Alias, a única coisa que a Feliccitta conseguiu, com a turma da Arena nesses anos todos, foi uma placa de estacionamento de 15 minutos.

Porque em ambos os lados da  av. Alberto Pasqualini ou na D. Pedro II, foi pintada faixa amarela e assim em lugar algum se consegue estacionar para comprar o pão de milho da Felicitta. E ainda tem aqueles funcionários de outras empresas que deixam o carro o dia inteiro estacionado por ali, ocupando a vaga de clientes de todas outras lojas estabelecidas na quadra.
Em dois dias o pessoal conseguiu 600 assinaturas para que voltasse o estacionamento na lateral da Felicitta. A Prefeitura não deu a mínima. A esperança dos clientes da Felicitta é que o novo governo faça algo, faça diferente. Tem gente que acha que o que ta ruim, pode piorar. Eu acho que a nova prefeitura precisa valorizar o pão de milho da Feliccita, concedendo espaço para os clientes estacionarem próximo ao estabelecimento. Ou a gente ta ferrado de vez.

15 comentários:

O Olho do Linceu disse...

Que falta de bom senso. O local é inadequado para o comércio pelas circunstãncias naturais da área. Também sou cliente do pão de milho da Felicittá, porém quem come este pão tem obrigação de caminhar um pouco mais para consumir todo aquele carboidrato, sem contar a gordura que fica na casca, usada para descolar da forma. Tem uma máxima dos americanos que diz; no parking, no business. Mas agora com a turma do PT, certamente o problema será resolvido. Aliás, tudo será resolvido. rsrsrsrsrsrs

Anônimo disse...

era só o que faltava. Não defendem tanto a aposentadoria dos automóveis, o uso das bicicletas e do transporte coletivo? Mas agora vem aqui cobrar estacionamento na frente da padaria. É bem coisa de lajeadense não conseguir andar nem um pouco. Se não estaciona na frente da loja, não compra.
Mas ali naquela quadra eu não vejo problema algum: os lajeadenses bem educados e abonados estacionam em fila dupla sem a menor dor na consciência (é, esses mesmos que defendem que "os outros" aposentem seus carros).

Anônimo disse...

ainda bem que não é só a patrulha vermelha que lê o blog. obrigado aos dois primeiros anônimos por existir.

Karla disse...

Eu acho que se os funcionários das empresas que deixam seus carros o dia todo ali colaborassem, já melhoraria... transporte público, onde mesmo? Que transporte uma pessoa que trabalha o dia todo, e ainda tem que ir à padaria, ao supermercado, a à farmácia no final do dia, isso só para citar o básico, pode utilizar em Lajeado? E carrega as compras onde mesmo? Na cabeça... façam-me o favor, sou adepta a caminhada, não acho o cúmulo ter que caminhar uma quadra ou duas ou três para buscar o pão na padaria, se houvesse vaga nas duas quadras próximas... o que dificilmente acontece... Acho ainda que um comércio que há 20 anos aposta numa cidade como Lajeado merece um pouco mais de consideração... Com certeza o que falta é o bom censo, inclusive em alguns comentários...

Anônimo disse...

A blogueira fala em turma da Arena, logo penso no novo estádio do Grêmio. O outro anônimo fala em Patrulha Vermelha. Afinal tão falando de pão de milho ou futebol.

Anônimo disse...

Teus leitores impressionam, Laura, pela estreiteza. moro no vales verdes, trabalho no centro. só consigo comprar o "pao de milho" da felicita, quando encontro vaga para estacionar nas redondezas. nao é só eles que estao prejudicados, é todo o comercio ao redor.

Anônimo disse...

Se o Felicittá vende tanto pão de milho e tem tantos fãs, porque não cria um serviço de tele-entrega? Cobro 5 pães pela ideia.

Anônimo disse...

Impressionante a tua censura, Laura. Me lembra o Geisel.

Antônimo disse...

Falando em Geisel, lembrei da sua profecia dita em 1979.
Se é a vontade do povo brasileiro eu promoverei a Abertura Política no Brasil. Mas chegará um tempo que o povo sentirá saudade da Ditadura Militar, pois muitos desses que lideram o fim da ditadura, não estão visando o bem do povo mas sim seus próprios interesses.

Jones Fiegenbaum disse...

Mas que coisa... to cagando pra isso. Grandes m.... vai chegar o dia em que não vai se poder transitar em Lajeado... todo mundo de caro, o pai e mãe a filha o filho e aí??? Não tem como resolver, quanto mais carros mais problemas desse tipo, e não vai ter fim, não vai!!! eu acho...

Anônimo disse...

estou abismada lendo estes comentários....e Laura, por favor, a cidade de Lajeado está crescendo desenfreadamente. O que a "turma da Arena" pode fazer contra isso? claro que nada, pois uma cidade quando cresce é por que está sendo muito bem governada. Ora, quanta pretensão das pessoas, quererem estacionar bem defronte de cada estabelecimento comercial, para efetuarem suas compras. Estas, deveriam morar no interior....
Numa cidade onde tem "quase" mais carros do que pessoas, o que podemos esperar?
SERÁ QUE O PT VAI CONSEGUIR FAZER COM QUE CONSIGAMOS ESTACIONAR BEM NA FRENTE DA FELICCITÁ?????
Voltamos a conversar daqui à alguns anos, OK?????

Anônimo disse...

dann laufen wir aus mais brot Felicitta zu hause.

Pensando disse...

Ich habe mein Herz und mein mais Brot in Felicittá gelassen.

Anônimo disse...

Ih, esse problema acontece em praticamente toda extensão da Pasqualini, até o posto Giovanella. Não sei também por que foi proibido o estacionamento na frente do Posto Fórmula, na parte da Pasqualini...
Além de toda a avenida ter poucas vagas, os funcionários de diversos estabelecimentos ESTACIONAM SIM seus carros na frente de outros comércios...isso é ruim pra todo mundo....

ISOLDI ROLOFF disse...

Gentes, me diverti um monte lendo esses comentários...eu nem carro tenho, ando com o coletivo, vulgo "Arroio do Meio", atravesso uma movimentada RS 130 com curva a vista...ando de saltinho as vezes cheia de sacolas parecendo uma mula do tempo dos Tropeiros indo pra Sorocaba, kkkk...tenho que encarar gente sem desconfiômetro batendo papo no meio da calçada e nem lugar dão pra passar...motorista de Lajeado dou nota 10, educados quando quero atravessar ruas lajeadenses...e olha que não sou uma MISS e nem velha,kkkk...então dou uma idéia pros fâs do pão de milho da Feliccitá: façam um abaixo assinado pra ter tele-entrega e tbm eles que devem ter lucrado às burras, que abram uma ou duas filiais em outros pontos pra desafogar a turma do pão de milho, ou ainda: bota a panificadora em casa pra trabalhar antes de ir dormir a noite..de manhã o pão tá assado e bem morninho...e microondas servem pra quê? pra ressucitar o pão, ora bolas!!! obrigada, gente, mas É PRECISO SABER VIVER!!!!