terça-feira, 30 de dezembro de 2008

COLEGUINHA,SÔ!

JOSIANE WESCHENFELDER, 26, casada com o jornalista Emílio Rotta, é graduada em Jornalismo pela Unisinos desde 2004. Iniciou na profissão como estagiária no Jornal do Vale. Foi também editora do fanzine Faíska e assessora de imprensa da Associação de Produtores de Leite B do Vale do Taquari. Atuou no Jornal O Informativo do Vale como repórter, editora de Regional e pauteira de Geral. Passou pela redação do jornal NH e há um ano e meio é a correspondente da sucursal da Zero Hora em Lajeado. Em março deste ano completou nove anos de carreira.

TÁ NA PAUTA DA MINHA VIDA
Trabalhar menos e estudar mais. Ter um filho. Fazer mestrado. Fazer pós-graduação em jornalismo literário. Alcançar fluência no inglês. Viajar mais. Ajudar mais o próximo. Quem sabe um dia morar num lugar que tenha praia. Ter outro filho. Não necessariamente nessa ordem heheh....

A MELHOR NOTÍCIA
Considerando que estamos na semana do Natal: “Papai Noel existe, sim”

MATÉRIA POLÊMICA
Pode estar onde você nem imagina. No ano passado, por exemplo, através de uma escola estadual do Vale do Rio Pardo fiquei sabendo que previam a união de turmas para contenção de despesas. Sugeri à minha editora de fazermos um levantamento pra descobrir se isso não estava acontecendo em outras regiões do Estado. E estava. A matéria deu pano pra manga durante quase um semestre: de um lado os apoiadores da Secretaria Estadual de Educação e defensores da economia, de outro, professores e especialistas reclamando que as turmas estavam muito grandes e prejudicando a qualidade do ensino.

EXTRA, EXTRA!
“Se queres escrever este país, aprende primeiro a lê-lo.” Mia Couta (escritor moçambicano)

SE EU NÃO FOSSE JORNALISTA, SERIA...
Professora. Futuramente ainda pretendo conciliar as duas coisas e ser professora universitária.

VISITE:
www.zerohora.com

2 comentários:

Emilio Rotta disse...

Essa guria é a melhor jornalista que conheço...

Laura disse...

Pois olha, camarada: acho que é.
Conheci em 2000 no jornal do Solon. Tinha 18 anos.
Era super responsável, diagramava, fazia reportagens, rp, nem sei mais o que fazia, mas era tudo muito bem.Quem trabalhou junto percebia que a Josi tinha estofo pra carreira.
Vida longa!