segunda-feira, 29 de março de 2010

PELA VIZINHANÇA...

“Concordo com a Martha Medeiros quando ela diz que as melhores festas sempre são aquelas que estamos fazendo parte.... quer coisa melhor que uma roda de violão rodeada de amigos cantores e músicos?”
http://conversademulhercomstellamaris.blogspot.com/
“Pensava em feng shui, massagem, Rivotril, maconha, férias, laxante. A sensação era diferente. Era implacável. Um não saber por onde começar. Uma espécie de impotência. Necessidade extrema de isolamento misturada com pura carência afetiva.Então Lilian se pára na frente da janela, olha para o relógio parado da Igreja Matriz e desiste de pensar.” http://www.subtextodocio.blogspot.com/

“Ironia é coisa difícil. Em literatura, então, muito difícil. Nestes inusitados tempos do politicamente correto, mais ainda.
Não pode-se falar "veado", por exemplo, sem correr o risco de ser processado. Machão também não é bem visto. Chamar um negro de negro, nem pensar. Um amarelo de china, dá briga na certa. Se for fazer alguma referência a um gordo, faça de todas as formas, exceto algo como "gordo", ou a um muito magro, nem cogite chamá-lo de seco.”
http://cinemaebobagens.blogspot.com/


Um comentário:

Róger D'Oliveira disse...

Olha a Stella Maris aí gente!

Ela continua na Alto Taquari de Estrela no horário da tarde?

Eu gostava dela nos velhos tempos da extinta Transamérica Light... Ainda no dial 102,9... Amava escutar o Sintonia Light antes de ir pra aula, bem cedinho...