segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

EMAIL OBSERVADOR

Cada vez que destroem uma mata nativa ou árvores em Lajeado para construir prédios, loteamentos ou simplesmente alargar ruas, a “contrapartida” seria a de plantar árvores em outro local onde ninguém sabe. É o faz-de-conta ambiental de Lajeado:

@ “...saiba vc que no ano passado, pedimos a Secret. de Meio Ambiente de Lajeado,que nos fornecesse onde haviam sido feitas as reposições obrigatórias, e p/surpresa nossa nos foi negado a justificativa era de que isso se tratava só de interesse publico, como se não fosse;

então recorremos ao MP, Sr Neidemar Fachineto, que nos informou, que deveríamos solicitar parte por parte, ou cada um, com nome completo local onde construíram p/eles poderem cobrar alguma providência.

O MP de Lajeado certa vez nos enviou por e-mail um formulário p/ cadastro da ong p/ receber recursos, dos chamados Termos de Ajustamento de Conduta, ficamos contentes pois até então nossas ações eram desenvolvidas com recursos do próprio bolso, então fomos em uma reunião do CONDEMA de Lajeado,onde estava este SR do MP que para surpresa nossa disse que não haveria + recursos a serem destinados p/as ongs. que frustração. então vc imagina como esta o Meio Ambiente por aqui.”

‘Autoria preservada

* Não preciso nem imaginar. Estamos vivenciando essa farra todos os dias. E isso que não ando pelos bairros da cidade onde a destruição é violenta. É a mídia social, alternativa cumprindo seu papel.

6 comentários:

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Sugiro ao autor do email que procure um dos vereaderes do PT que irá encamainhar a chefona da cidade um Pedido de Providências e assim ele terá a resposta em 15 dias. Verá que o cretino que lhe deu tal resposta não é o senhor da razão. Depois sugiro que faça o que eu faria, ou seja, vá ao local de trabalho do cretino e diga a ele que é um bobalhão.

Anônimo disse...

há! o PT da Dilma do Lula e do Tarso, os mesmos que querem mudar o Código Florestal.
Palhaçada né!

Anônimo disse...

Do vento ao vento!
Chute na imaginação.

Anônimo disse...

Para depois a ONG oferecer os serviços, rsrsrsrss.

Luís Galileu G. Tonelli disse...

Realmente, indicar o local dos replantios de árvores seria de grande interesse e inclusive uma forma de mostrar idoneidade da administração. Por que não lá um evento?

Laura Peixoto disse...

http://cibercolonia.blogspot.com/